Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

dez segundos

uma mulher, sempre à procura de se melhorar, com algumas coisas para dar e muito para receber.

dez segundos

uma mulher, sempre à procura de se melhorar, com algumas coisas para dar e muito para receber.

11
Abr17

a queda e o que podia ter sido um rapto

miss queer

enquanto espero pela M., vim dar uma volta.

uns metros à minha frente, caiu um senhor. gerou-se a confusão. no meio da confusão, uma senhora deixou a filha, de um ano e pouco, sozinha no carrinho e afastou-se mais de vinte metros para ir ver como estava o senhor.

eu fiquei a tomar conta da menina.

não sei quanto tempo depois, a senhora lembrou-se da filha. agradeceu-me e disse, a rir, que tinha ficado preocupada com o senhor. tinham ido mais três ou quatro pessoas com ele. nem o conhecia.

por acaso, a miúda era gira e simpática. e se eu a tivesse raptado? não me importava de a ter como filha...

também por acaso, sou uma pessoa decente... podia ter sido outra pessoa. podia ter corrido muito mal. será que as pessoas não pensam?!

15 comentários

Comentar post