Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

dez segundos

uma mulher, sempre à procura de se melhorar, com algumas coisas para dar e muito para receber.

dez segundos

uma mulher, sempre à procura de se melhorar, com algumas coisas para dar e muito para receber.

29
Jun17

as palmas

miss queer

ainda vou voltar ao assunto do Salvador. sim, ele não escolheu o melhor momento para o fazer. acho que todos concordamos com isso. mas não é disso que vou falar.

há quem tenha atirado pedras porque ele um dia vai sentir falta das palmas. mas as palmas perturbam quem está em cima do palco e podem destruir um espetáculo. e sim, falo por experiência!

corria o ano de 2008, andava eu num colégio, tinha uma banda e participámos num festival com esta música. imaginem: toda musicada por nós, com piano, saxofone, clarinete, bateria, guitarra, baixo... o P. como cantor principal e não me lembro quantos de nós a fazermos um magnífico coro de gospel. no último refrão, todos os instrumentos paravam e o único acompanhamento seriam as nossas palmas, ritmadas ao som da música.

mas, a dada altura, o público começou a bater palmas e nós, inexperientes (e não era a primeira vez que estávamos a atuar!) e com o entusiasmo de vermos que estavam a adorar a nossa atuação, começámos também. ou seja, o que iríamos fazer a seguir, poderia ficar completamente destruído, pois perdia o poder! nem imaginam o que levámos na cabeça depois disto!

felizmente, conseguimos o primeiro lugar mesmo com este erro. mas nestas alturas as palmas não são assim tão boas, distraem-nos.

as palmas são ótimas no final da atuação. não é a cada coisa diferente que se faz.

o «peido» do Salvador teve um mau timing. mas é horrível estar a atuar e a cada minuto estarem com palmas. foi para isso que ele quis alertar.

6 comentários

Comentar post